O Clube

A NOSSA HISTÓRIA

No dia 15 de Dezembro de 1967, na povoação de Abambres, freguesia de Mateus, concelho de Vila Real, era oficialmente fundada a agremiação cultural e desportiva de nome Abambres Sport Club.

Dizemos fundação oficial porque na povoação de Abambres, já há mais de trinta anos, existia um grupo popular de futebol com a designação de “Abambres Sport Club”, a qual se manteve até aos dias de hoje. Esse grupo popular de futebol visava somente a ocupação dos tempos livres da população (homens) de Abambres, ou seja, não participavam em qualquer competição associativa ou federativa. Juntavam-se aos domingos ou feriados, para um encontro de futebol contra uma localidade vizinha que “desafiavam” ao longo da semana. O objectivo desses jogos, para além do carácter recreativo, servia também para ditar a grandeza das várias localidades (1).

(1) Cartão de Associado do ASC antes da fundação oficial, datado de 1 de Janeiro de 1949 de José Manuel dos Santos, actual Sócio Nº 1.

Fizeram parte da comissão fundadora do Abambres Sport Club, oito elementos que tiveram como principal responsabilidade a elaboração dos estatutos e a organização do clube.

   15.12.1967 – Eleitos para a Comissão Organizadora

                       José Manuel dos Santos (Presidente)

                       Manuel de Matos Rainho

                       Eduardo Relvas

                       Alberto dos Santos Teixeira

                       José Fernandes Coelho

                       Manuel dos Santos Lameirão

                       Manuel Francisco Ribeiro de Carvalho

                       José Coelho Alves

A publicação, em Diário da República, da constituição do Abambres Sport Club, data de 9 de Abril de 1968. No entanto a eleição dos primeiros órgãos sociais verificou-se somente na assembleia-geral de 30 de Setembro de 1973. Os cinco anos que vão desde a data da sua constituição, até à eleição dos primeiros órgãos sociais, foi o tempo que os fundadores necessitaram para a organização do próprio clube.

De acordo com a sua escritura de constituição, o clube, com sede na localidade de Abambres, freguesia de Mateus, concelho de Vila Real, assume logo à partida como objectivo central “ (...) a promoção desportiva, cultural e recreativa dos seus associados”.

A duração do Abambres Sport Club é ilimitada e a sua dissolução só poderá ser resolvida em assembleia-geral extraordinária, expressamente convocada para o efeito, e votada favoravelmente por 75% do número de sócios em pleno gozo dos seus direitos.

O regulamento interno e os estatutos, constituem documentos fundamentais pelos quais se rege o Abambres Sport Club, sendo os casos omissos resolvidos pela direcção, ou assembleia-geral, conforme a sua natureza.

Importa referir que a fundação em termos oficiais teve a sua base na revolta da população de Abambres devido ao facto de a representante da família “Lameirão” e que era conhecida por “D. Carola”, ter num dia frio de Dezembro do ano de 1967 se apropriado ilegitimamente do campo do “Troviscal”, situado junto à estrada do circuito e da cooperativa agrícola e que havia sido doado pelo seu pai Francisco Lameirão, lavrando o mesmo com máquinas e a coberto da protecção da polícia, tendo havido agressões à população revoltosa e de que resultou o mandado de detenção ao “Ti Miguel Nato”. Tempos difíceis! A partir dessa data e constituída a comissão, após um gesto próprio de mecenas por parte de D. Maria de Lurdes do Amaral, ao ceder um terreno para edificação do actual campo de jogos, que veio substituir o antigo campo do “Troviscal”, deu-se início aos trabalhos de construção que se prolongaram até ao mês de Novembro de 1973. Um gesto de mecenas, sim, mas também de crença, no futuro do, na altura, recém-nascido clube.

A inscrição do clube na Associação de Futebol de Vila Real data de 1973. Nesse mesmo ano, e tendo como principal actividade desportiva o futebol, o Abambres Sport Club participou, pela primeira vez, com uma equipa juvenil no campeonato distrital da AFVR.

Em 12 de Janeiro de 1974, foi oficialmente atribuído o nome de D. Maria de Lurdes do Amaral, ao campo de futebol.

Nesse mesmo ano, a responsabilidade do clube triplicou, ao participar com três equipas (iniciados, juvenis e juniores) nos campeonatos distritais da AFVR.

Na época de 1976/77, participou pela primeira vez no campeonato distrital sénior da AFVR.

 É na época de 1992/93 e graças ao apoio dado com a cedência de materiais por parte da Câmara Municipal que se procede à construção em bloco do muro de vedação do lado da estrada de acesso ao Bairro da Pimenta.

Aos 16 de Junho de 1996, passados cerca de 28 anos após a sua fundação, a assembleia-geral do Abambres Sport Club decidiu, aplicar dez milhões de escudos, cedidos pela Câmara Municipal, num projecto para a melhoria das instalações, projecto esse do qual resultou a construção de quatro balneários, um posto médico, uma rouparia, uma lavandaria, uma sala de arrumações, um bar, uma secretaria, uma sala de reuniões, uma sala de troféus, três garagens e a construção em bloco do muro da Avenida Osnabruck.Procurando diversificar as actividades desportivas e a fim de satisfazer as necessidades da população local, surgem em 1997 as classes de natação para crianças, jovens e adultos que rapidamente ganham adeptos entre os sócios.

A vedação do campo do lado das estufas com a construção do muro de suporte de terras que contou com o apoio de 60% por parte da Direcção Geral do Ordenamento do Território e a terraplanagem do topo norte, constituíram a realização mais significativa dos anos de 1998 e 1999, criando-se assim condições para se dar início aos trabalhos, faseados, de terraplanagem para a construção do campo nº 2.

Em 18 de Maio de 2002 foi inaugurado o campo de futebol de 7, destinado aos escalões de bâmbis, escolas e infantis, ao qual foi atribuído oficialmente o nome de “D. Maria da Piedade Amaral”.

Depois de avanços e recuos, o ano de 2015 viu finalmente concretizar-se um sonho antigo, com as obras de remodelação do “Complexo Desportivo D. Maria de Lurdes do Amaral”.

O dia 2 de Fevereiro de 2015 marca o início das obras que consistiram na construção de novos balneários e da implantação de relva sintética no campo de futebol de 11 e ainda melhoramentos na vedação e piso do Campo de Futebol de 7 (D. Maria da Piedade Amaral). De salientar a presença do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Vila Rela, Eng.º Rui Santos, acompanhado de alguns elementos do seu executivo, que marcaram com a sua presença o primeiro dia dos trabalhos.

Uma obra há muito ansiada e que vai por certo contribuir para um melhor desenvolvimento das capacidades dos nossos atletas, dadas as boas condições de que agora dispõem.

O dia 9 de Abril de 2016, comemorativo do nosso 48.º aniversário, foi essencialmente de festa pela inauguração do remodelado Complexo Desportivo D. Maria de Lurdes do Amaral. Para além de várias atividades, proporcionadas pelos nossos atletas, contamos com a atuação da Banda de Música de Mateus e dos Bombos Explosão de Abambres. A cerimónia de inauguração foi Presidida pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal de Vila Rela, Eng.º Rui Santos, contando com a presença dos Deputados do Distrito de Vila Real na Assembleia da República, entidades civis e militares, Vereadores do Município de Vila Real, Presidentes de Junta e Convidados. 

O clube conta actualmente com cerca de três centenas de praticantes, só na modalidade de futebol. Ressalve-se contudo, que tal número de praticantes é apenas possível graças à mobilização de jovens de fora da freguesia de Mateus, ou seja, a grande maioria é natural de outras freguesias, tais como S. Pedro, Nossa Senhora da Conceição, S. Dinis, Mouçós, Torneiros, Lordelo, Folhadela, Borbela, etc... Fora do concelho, jovens dos concelhos de Alijó, Sabrosa, Lamego, Régua e Santa Marta de Penaguião, engrossaram ao longo dos tempos as fileiras do nosso clube.

Ao longo da sua existência, o clube tem organizado diversas iniciativas das quais se destacam, a realização da ocupação de tempos livres (OTL), projectos de férias desportivas, bailes de passagem de ano, concursos de pesca desportiva para os associados, excursões ao estrangeiro, torneios de fito, torneios de futebol juvenil, torneios inter-freguesias para o escalão sénior, torneios de captação, festas de aniversário e de natal para sócios e atletas. Esteve presente na organização, juntamente com o Sport Clube de Vila Real e a Associação Desportiva da Escola Diogo Cão, em todos os torneios internacionais de futebol juvenil Cidade de Vila Real.

Tratando-se de uma instituição sem fins lucrativos, as suas receitas provêm essencialmente das quotas pagas pelos sócios (2,50 € mensais), dos subsídios da Câmara Municipal de Vila Real, Juntas de Freguesia de Mateus e Vila Real e outras, dos donativos dos pais dos atletas, da exploração do bar, publicidade, sorteios, bilheteiras e de alguns programas públicos de apoio financeiro.

Não podíamos também deixar aqui de recordar, homenagear e agradecer a todos aqueles que numa manhã fria de Dezembro do ano de 1967, “lutaram” e enfrentaram aqueles que resolveram “tirar” ao clube o “campo do Troviscal”. Com esse acto deram força para que se constituísse a comissão instaladora.

Queremos também deixar expresso o reconhecimento/agradecimento das nossas grandes beneméritas D. Maria de Lurdes Amaral, nome este que nunca será esquecido já que será perpetuado na designação do campo principal e no hino do clube, e a D. Maria da Piedade Amaral, que deu nome ao campo de futebol de “7”, por tudo o que, de forma desinteressada, deram ao Clube.

Também e porque é importante o contributo dos patrocinadores, para eles vai o nosso agradecimento.